Blog: Extreme Programming

Quais os 5 valores do XP

  1. Simplicidade Para ser eficiente é necessário que seus processos sejam simples e de fácil compreensão por parte da pessoa responsável por sua execução. Assim XP divide o objetivo principal em pequenas metas que podem ser realizadas pela equipe.

  2. Comunicação Para garantir que existe uma boa comunicação do inicio ao fim, Extreme Programming estabelece que reuniões devem ser feitas diariamente pelos participantes da equipe. Desse modo, pontos críticos podem ser tratados antes que se tornem problemas mais graves.

  3. Coragem Por mais organizado o projeto, imprevistos sempre podem ocorrer e é importante que a equipe de desenvolvimento tenha a coragem de apontar esse fato e explicar ao cliente que, diante da nova realidade, a finalização do projeto tende a levar um pouco mais de tempo.

  4. Feedback Quando um software é desenvolvido, é necessário garantir que ele atende às expectativas. Por isso é importante que o projeto seja apresentado com frequência ao cliente, para que ele possa dar feedbacks a respeito da qualidade e de possíveis mudanças.

  5. Respeito Para que os demais valores sejam aplicados, é importante que o respeito sempre esteja presente.

A Metodologia XP tem muitos pontos parecidos com Scrum, concorda?

O que é o Extreme Programming?

O XP foi criado na década de 90 por Kent Beck, Ward Cunningham e Ron Jeffries, é um método bastante utilizado e é focado na satisfação do cliente e na entrega incremental.

Extreme Programming é uma metodologia ágil para equipes que desenvolvem software baseado em requisitos vagos e que se modificam rapidamente.

O XP tem como foco fazer com que os profissionais aceitem e realmente acreditem nas mudanças, enfatizando o trabalho em equipe e implementando um modelo de trabalho simples e efetivo, para times de alta performance.

XP x Outras metodologias

O XP entrega conceitos bem semelhantes em relação às outras metodologias que falamos em postagens anteriores.

Entregas incrementais; Encorajamento de comunicação face a face; Feedback constante.

Mas de certa forma diferente das demais, XP tem uma orientação para boas práticas de engenharia de software e a utilização do Pair Programming.

Isso porque XP foi desenvolvido para times de desenvolvimento de software e talvez não seja possível replicar suas práticas em diversas áreas como vemos acontecer com o Scrum ou Kanban.